Conecte-se conosco

    Esporte

    Abel Braga não é mais técnico do Fluminense

    Publicado

    em

    Ex-prefeito Zé Hamilton anuncia apoio à pré-candidatura de Silvio Mendes

    Abel Braga não é mais técnico do Fluminense. Em meio à má fase pela qual o time atravessa, o treinador entregou o cargo à diretoria hoje (28). Assim como em oportunidades anteriores, Marcão vai comandar a equipe até que a cúpula avalie o mercado em busca de um substituto.

    A última partida de Abel à frente do Fluminense foi na última terça-feira, no empate sem gols com o Unión Santa Fe, pela Copa Sul-Americana. Ao apito final, o treinador, a diretoria e os jogadores voltaram a ser alvos de protestos da torcida.

    Depois do jogo, em entrevista coletiva, o técnico chegou a ser questionado sobre a permanência no clube e disse que sairia quando não se sentisse mais feliz.

    “Isso tem que perguntar ao presidente. Estou no clube que amo, se não me sentir feliz… Não estou mais querendo me conhecer, não preciso me conhecer mais. Conheço muito a vida, o que eu quero mais é ser feliz, só isso”, afirmou, na ocasião.

    Identificado com o Fluminense, Abel Braga retornou em dezembro, para um trabalho visando a atual temporada. Apesar da forte relação do clube, a quinta passagem pelas Laranjeiras teve altos e baixos. Em 26 jogos, foram 17 vitórias, quatro empates e cinco derrotas.

    No início do Carioca, além da derrota para o Bangu, a equipe demorou a engrenar. A relutância em utilizar o meia Ganso se tornou o estopim para críticas da torcida ainda nas primeiras rodadas. Porém, o Flu conseguiu encaixar e ter uma sequência de 12 vitórias consecutivas, contando, inclusive, clássicos e partidas pela Libertadores.

    A eliminação na terceira fase preliminar da competição continental fez a conexão entre campo e arquibancada sofrer um grande impacto, e o trabalho de Abel ser colocado em xeque. O cenário teve uma mudança com a conquista do Estadual, sobre o rival Flamengo, terminando um jejum que durava desde 2012.

    Após o título, porém, o Tricolor entrou em uma má fase e vinha de jogos com desempenho muito abaixo do esperado, o que fez as contestações elevarem o tom.

    Fonte: Folhapress

    Propaganda
    Clique para comentar

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Propaganda

    Banca de Jornal

    Propaganda

    Popular